Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos Científicos

v. 16 n. 38 (2021)

O Professor de Matemática, o Ensino de Estatística e a Formação Inicial e Contínua: um estudo de caso


Publicado
May 7, 2021

Resumo

Com este estudo, procurou-se essencialmente, averiguar qual a experiência dos professores no que respeita ao ensino da estatística e ao conhecimento/desenvolvimento dos conteúdos de Estatística em sala de aula, caracterizar o ensino e identificar as dificuldades dos professores em ensinar os temas de estatística bem como estudar em que medida estes profissionais procuram atualizar-se em termos de formação na área de Matemática/Estatística. Em termos metodológicos adotou-se uma abordagem mista, de tipo descritivo, usando-se um questionário com 20 perguntas como instrumento de recolha de dados. Os resultados do questionário realizado com uma amostra de 130 professores, revelaram uma escassa formação em Estatística, verificando-se que grande parte dos inquiridos não teve qualquer tipo de contato com a Estatística, quer seja durante a sua formação inicial quer seja após a mesma. Não obstante, esta lacuna na formação dos professores, deparamo-nos com evidências de falta de investimentos em formação inicial e continuada de professores que ensinam Estatística no Ensino Básico e Secundário.

Referências

ALMEIDA, R. Imagens sobre o ensino e a aprendizagem da Estatística. Lisboa: Universidade de Lisboa. Tese de mestrado, documento policopiado, 2000. Disponível em: https://quadrante.apm.pt/index.php/quadrante/article/view/307.

AMARO, M. V. Insucesso Escolar e Matemática: Um estudo com alunos do 2º ano de escolaridade do 1º ciclo do ensino básico. Tese de Douturamento. ISEC Lisboa, Instituto Superior de Educação e Ciências, 2018.

APARICIO, A.; ESTRADA, A. J. Uma escala para analises comparativo das atitudes em relação à estatística em professores de escola. In V. L. D. Tomazella (Presidente), Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística - SINAPE. Simpósio realizado na reunião da Associação Brasileira de Estatística - ABE. São Paulo, Brasil, 2010.

AUZMENDI, E. Las actitudes hacia la matemática-estadística en las enseñanzas media y universitarias – Características y medición, p. 58-119. Bilbao: Mensagero, 1999.

BALL, D. L.; LUBIENSKI, S.; MEWBORN, D. Research on teaching mathematics: The unsolved problem of teachers’ mathematical knowledge. In V. Richardson (Ed.). Handbook of research on teaching. p. 433-456. New York: Macmillan, 2001.

BATANERO, C.; GODINHO, J.; ROA, R. Training Teachers to Teach Probability. Journal of Statistics Education, v.12, n.1, 2004.

BATANERO, C. Cap on va léducació estadística? Blaix, n.15, p. 2-13, 2000.

BATANERO, C. Dificultades de los estudantes em los conceptos estadísticos elementares: el caso de las medidas de posición central. In C. Loureiro, O. Oliveira. & L. Brunheira (Orgs.), Ensino e aprendizagem da estatística, p. 31-48. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Estatística, Associação de Professores de Matemática, Departamento de Educação e de Estatística e Investigação Operacional da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2000a.

BAZÁN, J. L.; APARICIO, A. Las actitudes frente a la matemática dentro de un modelo de aprendizaje. Revista de Educación. PUCP, v. 15, n. 28, p. 7-20, 2007.

BEN-ZVI, D.; GARFIELD, J. Statistical Literacy, Reasoning, and Thinking: Goals, Definitions, and Challenges. In: BEN-ZVI, D.; GARFIELD, J. (Eds.). The Challenge of Developing Statistical Literacy, Reasoning and Thinking, p. 3-15. Dordrecht, The Netherlands: Kluwer Academic Publishers, 2004.

BOAVENTURA, M. G. Dificuldades de alunos do ensino secundário em conceitos estatísticos: O caso das medidas de tendência central. Dissertação de Mestrado não publicada, Universidade do Minho, Braga, 2003.

BRANCO, J. Estatística no secundário: O ensino e seus problemas. In C. Loureiro, F. Oliveira, L. Brunheira (Ed.). Ensino e aprendizagem da Estatística. p. 11- 30. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Estatística e Associação dos Professores de Matemática, 2000.

BRENDEFUR, J.; FRYKHOLM, J. Promoting mathematical communication in the classroom: Two perspectives teachers' conceptions and practices. Journal of Mathematics Teacher Education, v. 3, n.2, p. 125-153, 2000.

BUESCU, J. Sintomas, Diagnósticos e Terapêuticas: O Olhar de um Matemático. In Conselho Nacional de Educação (org.). O Ensino da Matemática: Situação e Perspectivas. p. 155-204. Lisboa: Conselho Nacional de Educação, 2003.

BURRIL, G. Fundamental ideias in teaching statistics and how they affect the training of teachers. In C. Batanero, G. Burrill, C. Reading & A. Rossman (Eds.), Proceedings of the ICMI Study 18 and 2008 IASE Round Table Conference. Monterrey, Mexico, 2008.
CARVALHO, C. Olhares sobre a Educação Estatística em Portugal. In Anais do SIPEMAT. Recife, Programa de Pós-Graduação em Educação-Centro de Educação – Universidade Federal de Pernambuco, 16, 2006.

CARVALHO, C.; SOLOMON, Y. Supporting statistical literacy: What do culturally relevant/realistic tasks show us about the nature of pupil engagement with statistics? International Journal of Educational Research, 55(1), 57-65, 2012. https://doi.org/10.1016/J.IJER.2012.06.006

CAZORLA, I. M.; KATAOKA, V. Y.; SILVA, C. B. Trajetória e perspectivas da Educação
Estatística no Brasil: um olhar a partir do GT12. In: LOPES, C. E.; COUTINHO, C. Q. S.; ALMOLOUD, S. A. (Org.). Estudos e reflexões em Educação Estatística. Campinas: Mercado de Letras. p. 19-44, 2010.

CÉSAR, M. Interacções sociais e Matemática: Ventos de mudança nas práticas de sala de aula. Em C. Monteiro et al. (org.) Interacções na aula de Matemática. Actas do VI Encontro Nacional, Viseu: SPCE, p. 47–84, 2000.

CHAGAS, E. Educação Matemática na Sala de Aula: Problemáticas e Possíveis Soluções. Educação, Ciência e Tecnologia, p. 240-248, 2003. [Consulta em 02/08/2020]. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/70643092.pdf

COELHO, J. Sucesso ou insucesso na matemática no final da escolaridade obrigatória, eis a questão! Análise Psicológica. Vol. XXVI, p. 663-678, 2008. [Consulta em 04/05/2020]. Disponível em: .

CONTI, K. C.; CARVALHO, D. L.; CARVALHO, C. F. Desenvolvimento profissional de professores potencializado pelo contexto colaborativo para ensinar e aprender estatística. Revista Eletrônica de Educação, v. 10, n. 2, p. 155-171, 2016. https://doi.org/10.14244/198271991439

DEL MAS, R. C. comparison of mathematical and statistical reasoning. In D. Ben- Zvi, & J. Garfield (Eds.). The Challenge of Developing Statistical Literacy, Reasoning and Thinking, p. 79-95. Dordrecht, The Netherlands: Kluwer Academic Press, 2004.
EDUCARE. As razões do insucesso a Matemática. 2004. [Consulta em 04/08/2020]. Disponível em: .

ESTRADA, A.; BATANERO, C.; BAZÁN, J.; APARÍCIO, A. As atitudes em relação à Estatística em professores: um estudo comparativo de países. In C. Costa, E. Mamede, & F. Guimarães (Eds.). XIX Encontro de Investigação em Educação Matemática [CD-ROM]. Vila Real: Sociedade de Ciências da Educação, 2009.

ESTRADA, A.; BATANERO, C.; LANCASTER, S. Teachers’ Attitudes Towards Statistics. In C. Batanero, G. Burril & C. Readings (Eds.). Teaching Statistics in School Mathematics – Challenges for Teaching and Teacher Education: A Joint ICMI/IASE Study, p. 163-174. Dordrecht: Springer Science+Business Media, 2011
.
EVEN, R.; BALL, D. The professional education and development of teachers of mathematics. The 15th ICMI Study. New York: Springer, 2009.

FERNANDES, J. A.; CARVALHO, C. F.; CORREIA, P. F. Contributos para a caracterização do ensino da Estatística nas escolas. Boletim de Educação Matemática, v. 24, n. 39, p. 585-606, 2011.

FROELICH, A. G.; KLIEMANN, W.; THOMPSON, H. Changing the statistics curriculum for future and current high school mathematics teachers: A case study. In C. Batanero, G. Burrill, C. Reading & A. Rossman (Eds.), Proceedings of the ICMI Study 18 and 2008 IASE Round Table Conference. Monterrey, Mexico, 2008.
GARFIELD, J. How students learn Statistics. International Statistical Review, v. 6, n. 1, 25-34, 1995.

Gil, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo: Atlas, 2009.

GROTH, R. Toward a Conceptualization of Statistical Knowledge for Teaching. Journal for Research in Mathematics Education, v. 38, n. 5, 427-437, 2007.

IVES, S. E. Learning to teach probability: Relationships among pre-service teachers beliefs and orientations, content knowledge, and pedagogical content knowledge of probability. Unpublished doctoral degree dissertation. North Carolina State University, Raleigh, USA, 2009. Disponível em http://repository.lib.ncsu.edu/ir/handle/1840.16/4058.

LEANDRO, R. Insucesso Escolar na Matemática: Um (outro) olhar. Braga: Universidade do Minho – Instituto de Educação e Psicologia. Dissertação de Mestrado policopiado, 2006. [Consulta em 03/08/2020]. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/55607787.pdf

LIMA, B. N. B.; VARES, M. E. Formação de professores de matemática: para uma
abordagem problematizada. Ciência e Cultura, v.70 n.1, São Paulo, jan./Mar., 2018. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v70n1/v70n1a12.pdf

MACHADO, R.; CÉSAR, M. Trabalho colaborativo e representações sociais: Contibutos para a promoção do sucesso escolar em matemática. Interacções, v. 8, n. 20, p. 98-140, 2012.

NILCHOLSON, J.; DARTON, C. Mathematics teachers teaching statistics: What are the challenges for the classroom teacher? Proceedings of the ISI 54th Session. Berlin, Germany, 2003.

PONTE, J. P.; FONSECA, H. A Estatística no currículo do Ensino Básico e Secundário. In C. Loureiro, F. Oliveira & L. Brunheira (Eds.), Ensino e Aprendizagem da Estatística, p. 179-194. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Estatística - Associação de Professores de Matemática - Departamentos de Educação e de Estatística e Investigação Operacional da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2000.

PONTE, J. P.; MATOS, J. M.; ABRANTES, P. Investigação em educação matemática: Implicações curriculares. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1998.

PONTE, J. P. Formação do professor de Matemática: Perspetivas atuais. In J. P. Ponte (Orgs.), Práticas Profissionais dos Professores de Matemática, p. 343- 360. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2014.

PORTUGAL. Ministério da Educação e Cultura. Despacho n.º 157/78 de 30/06/1978. In Diário da República. II Série, nº 160, de 14 de Julho de 1978. Disponível em: http://www02.madeira-edu.pt/dre/Pesquisar/tabid/334/ctl/ReadInformcao/mid/1182/InformacaoId/3653/UnidadeOrganicaId/5/Default.aspx

RAMALHOTO, M. F. The Teaching of Statistics in Portugal - Problems and Some Suggestions Towards its Solution. In Second International Conference on Teaching Statistics Proceedings, p. 441-445. Victoria: University of Victoria, 1986.

RAUPP, F.M.; BEUREN, I.M. Coleta, análise e interpretação dos dados. En: Beuren, I.M. (Coord.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade – teoria e prática. (3ª ed.) São Paulo: atlas, Cap. 3, 2008.

SANTOS, J. C. A formação do professor de matemática: metodologia sequência fedathi(sf)
Revista Lusófona de Educação, 38, p. 81-96, 2017. Doi: 10.24140/issn.1645-7250.rle38.05
SHAUGHNESSY, M. Research in probabily and statistics: refletions and directions. In D. A. Gronws (Ed.), Handbook of research and Mathematics teaching and learning, p. 465-494. Nova Iorque: Macmillan Publisching Company, 1992.

SOUSA, O. Investigações estatísticas no 6º ano. In GTI – Grupo de Trabalho de Investigação (Org.), Refletir e Investigar sobre a prática profissional, p. 75-97. Lisboa: Associação de Professores de Matemática, 2002.

SOUSA, F., CEBOLO, V., ALVES, B., MAMEDE, E. Comunicação Matemática: Contributos do PFCM na Reflexão das Práticas de Professores. In Atas ProfMat 2009. Viana do Castelo: APM, 2009.

SOUSA, F. O Ensino da Estatística em Portugal nos Últimos 150 Anos. Em Rosado, F. (Ed.), Memorial da Sociedade Portuguesa de Estatística. Lisboa: Edições SPE, 2005.

STOHL, H. Probability in teacher education and development. In G. Jones (Ed.). Exploring probability in school: Challenges for teaching and learning, p. 345-366. New York: Springer, 2005.

SWENSON, K. A. Middle school mathematics teachers subject matter knowledge and pedagogical content knowledge of probability: its relations to probability instruction. Disertación Doctoral, Universidad del Estado de Oregon. Dissertation Abstracts
International, 59(02), 440A, 1998. Disponível em: http://ir.library.oregonstate.edu/xmlui/handle/1957/33752

TURKMAN, M. A.; PONTE, J. P. Introdução. In C. Loureiro, O. Oliveira & L. Brunheira. (Orgs.), Ensino e aprendizagem da estatística, p. 5-9. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Estatística, Associação de Professores de Matemática e Departamentos de Educação e de Estatística e Investigação Operacional da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2000.

WILSON, T. Qualitative “Versus” Quantitative Methods in Social Research. In: Bulletin de Methodologie Sociologique, n. 10, p. 25-51, 1986.