Mapeamento crítico sobre Objetos de Aprendizagem elaborados com o GeoGebra na Latino-américa

Palavras-chave: Objetos de Aprendizagem, GeoGebra, Mapeamento Crítico

Resumo

Neste trabalho se apresenta a análise realizada em um conjunto de trabalhos que versam sobre Objetos de Aprendizagem elaborados com o GeoGebra, de procedência latino-americana. Tal análise foi realizada a partir de que se chamou de Mapeamento Crítico, uma revisão de literatura cujo intuito é identificar, classificar e analisar um conjunto de trabalhos acadêmicos que apresentam um determinado objeto de estudo, que neste caso foram os Objetos de Aprendizagem elaborados com o GeoGebra. O mapeamento crítico foi desenvolvido em três fases: identificação, classificação e análises. Foram encontrados 125 trabalhos sobre Objetos de Aprendizagem elaborados com o GeoGebra, dos quais se pode dizer que se dedicam a descrever e/ou a apresentar o uso e/ou o resultados do uso de tais recursos. Além disso, temas como de Estatísticas, Probabilidade, entre outros ainda podem ser explorados sobre Objetos de Aprendizagem elaborados com o GeoGebra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Stephanie Díaz-Urdaneta, Aprender en Red
Mestre em Educação em Ciências e em Matemática da Universidade Federal do Paraná (UFPR-Brasil, fevereiro, 2020). Membro do Grupo de Pesquisa sobre Tecnologias na Educação Matemática (GPTEM-Brasil), desde março de 2018. Licenciada em Educação menção Matemática e Física - Universidad del Zulia (LUZ - Venezuela - 2016). Membro do Grupo de Pesquisa em Tecnologias na Educação Matemática (Grupo TEM - Venezuela) desde 2012, em que tive experiências na formação de professores e desenvolvimento de pesquisas. Coordenadora de Voluntariado do Grupo TEM desde 2014. Pesquisador A-1 desde 2015, credenciado pelo Programa Venezolano de Estímulo à Inovação e Pesquisa (PEII 2015). Secretária da Associação Civil "Aprender en Red" desde 2017. Professora de Matemática na Educação Média da Venezuela de 2016 a 2018, com experiências na área de ensino e aprendizagem de Matemática com o uso das Tecnologias Digitais desde o 2013 até o presente e promotora das aprendizagens na Elaboração de Simuladores com o GeoGebra desde 2013 até 2017. 
Marco Aurélio Kalinke, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Doutor em Educação Matemática pela PUC-SP, tem pós-doutorado pela Universidade de Milão (Clínica del Lavoro Luigi Devoto), mestrado em Educação pela UFPR e graduação em Matemática pela UTP-PR. É professor Associado DE da UTFPR e membro dos corpos docentes do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da UFPR e do Programa de Pós-graduação em Formação Científica, Educacional e Tecnológica (PPGFCET) da UTFPR. Autor/Organizador de diversos livros, materiais didáticos e trabalhos científicos. Atuou como professor de Ensino Fundamental, Médio e Pré-vestibular. Foi coordenador e diretor de colégios, Diretor Geral da Faculdade Expoente e Coordenador Adjunto do PPGFCET. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Matemática e Formação de Professores, atuando principalmente com: tecnologia educacional, internet e educação, tecnologias digitais em processos de ensino e aprendizagem de Matemática. É membro líder do GPTEM: Grupo de Pesquisa sobre Tecnologias na Educação Matemática e participa do Grupo de Estudos e Pesquisa em Formação de Professores (GEForProf) e do Grupo de Pesquisa em Inovação e Tecnologias na Educação (GPINTEDUC). 

Referências

BIEMBENGUT, M. S. Mapeamento na pesquisa educacional. Ciência Moderna, 2008.

BORBA, M. C.; VILLARREAL, M. E. Humans – with – media and the reorganization of mathematical thinking: information and communication technologies, modeling, experimentation and visualization. New York: Springer, 2005.

CHAN, M. E. Objetos de aprendizaje: una herramienta para la innovación educativa. Revista Apertura, v. 2, p. 3-11, 2002. Disponível em: http://files.telematicoseducativos.webnode.es/200000026-8384d847af/Objetos-de-aprendizaje-(1).pdf. Acesso em: 15 set. 2018.

CERVANTES, A.; RUBIO, L.; PRIETO, J.L. Una propuesta para el abordaje de la refracción y reflexión total interna utilizando el GeoGebra. Revista do Instituto GeoGebra de São Paulo, v. 4, n. 1, p. 18-28, 2015. Disponível em: http://funes.uniandes.edu.co/6582/. Acesso em 10 fev. 2016.

DEROSSI, B. Objetos de aprendizagem e lousa digital no trabalho com Álgebra: as estratégias dos alunos na utilização desses recursos. 2015. 139 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015. Disponível em: http://www.acervodigital.ufpr.br/handle/1884/38192. Acesso em: 17 dez. 2018.

DÍAZ-URDANETA, S. Compreensões sobre os objetos de aprendizagem elaborados com a GeoGebra a partir de um mapeamento crítico em algumas fontes de pesquisa latino-americanas. 2020. 169f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática) – Setor Exatas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2020. Disponível em: https://www.acervodigital.ufpr.br/handle/1884/67661. Acesso em: 05 dez. 2020.

DÍAZ-URDANETA, S.; PRIETO G., J. L.; DUARTE C., A. Interpretação geométrica dos signos das razões trigonométricas com GeoGebra. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas, v. 13, n. 28, 78-89, 2017. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6318124. Acesso em: 3 jan. 2018.

DÍAZ-URDANETA, S.; PEREIRA, L. R. N.; KALINKE, M. A. O Modelo TPACK como metodologia para a Construção de Objetos de Aprendizagem com o GeoGebra. Revista Acta Latinoamericana de Matemática Educativa, v. 33, n. 2, 748-756. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/334045632_O_Modelo_TPACK_como_Metodologia_para_a_Construcao_de_Objetos_de_Aprendizagem_com_o_GeoGebra. Acesso em: 15 maio 2020.

GUTIÉRREZ, R. E.; PRIETO, J. L. Deformación y reflexión de funciones con GeoGebra. El caso de las parábolas definidas por la expresión g(x)=ax^2. Números. Revista de Didáctica de las Matemáticas, v. 88 p. 115-126, 2015. Disponível em: http://funes.uniandes.edu.co/6578/. Acesso em: 21 jan. 2016.

GORIS GUIRAO, S. J. A. Utilidad y tipos de revisión de literatura. Ene, v. 9, n. 2, 2015. Disponível em: http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1988-348X2015000200002. Acesso em: 3 maio 2019.

GRANT, M. J.; BOOTH, A. A typology of reviews: an analysis of 14 review types and associated methodologies. Health Information & Libraries Journal, v. 26, n. 2, p. 91-108, 2009. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1471-1842.2009.00848.x. Acesso em: 3 maio 2019.

JESSON, J.; LACEY, F. How to do (or not to do) a critical literature review. Pharmacy Education, v. 6, n. 2, p. 139-148, 2006. Disponível em: http://pharmacyeducation.co.uk/pharmacyeducation/article/viewFile/103/83. Acesso em: 15 abr. 2019.

KALINKE, M. A. et al. Tecnologias e Educação Matemática: um enfoque em lousas digitais e objetos de aprendizagem. In: KALINKE, M. A.; MOCROSKY, L. F. (Org.). Educação Matemática: pesquisas e possibilidades. Curitiba: UTFPR, 2015. p. 159-186.

LAVIZCA, Z. El Futuro del GeoGebra. Argentina: Organización de Estados Iberoamericanos OEI, 2013. Legendado. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=RecewRmHYss&t=213s. Acesso em: 1 set. 2018.

LÉVY, P. A ideografia dinâmica: rumo a uma imaginação artificial? São Paulo: Loyola, 1998.

LÉVY, P. A Inteligência Coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. Tradução de: ROUANET, L. P. 10. ed. São Paulo: Folha de São Paulo, 2015.

LÉVY, P. As Tecnologias da Inteligência: o futuro do pensamento na era informática. 2° Edição. Tradução de: Costa, C. I. São Paulo. Editora 34, 2016.

MEIRELES, T. F. Desenvolvimento de um Objeto de Aprendizagem de Matemática usando O Scratch: Da Elaboração À Construção. 2017. 168 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017. Disponível em: https://www.acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/56109/R%20-%20D%20-%20TATIANA%20FERNANDES%20MEIRELES.pdf?sequence=1. Acesso em: 21 dez. 2018.

NESI, T. L. Reformulando um Objeto de Aprendizagem criado no Scratch: em busca de melhorias na usabilidade. 2018. 180 f. Dissertação (Mestrado em Formação Científica, Educacional e Tecnológica) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2017. Disponível em: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3764. Acesso em: 21 nov. 2019.

RENAUX, C. D. Z. O uso de objetos de aprendizagem de estatística em um curso de pedagogia: algumas possibilidades e potencialidades. 2017. 110 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017. Disponível em: http://calvados.c3sl.ufpr.br/handle/1884/53049. Acesso em: 7 dez. 2018.

TIKHOMIROV, O. K. The psychological Consequences of Computarization. In Wertsch, J. V. (Ed.). The Concept of Activity in Soviet Psychology. New York: M. E. Sharpe Inc. p. 256- 278, 1981.

UNESCO. Tecnologías Digitales Al Servicio de la Calidad Educativa: Una Propuesta de cambio centrada en el Aprendizaje para Todos. Santiago: OREALC/UNESCO, 2016. Disponível em: http://disde.minedu.gob.pe/handle/123456789/4566. Acesso em: 13 set. 2017.

Publicado
2021-01-15
Métricas
  • Visualizações do Artigo 88
  • PDF downloads: 59
Como Citar
DÍAZ-URDANETA, S.; KALINKE, M. A. Mapeamento crítico sobre Objetos de Aprendizagem elaborados com o GeoGebra na Latino-américa. REMATEC, [S. l.], v. 16, n. 37, p. 80-96, 2021. DOI: 10.37084/REMATEC.1980-3141.2021.n37.p80-96.id278. Disponível em: http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/278. Acesso em: 8 maio. 2021.
Seção
Artigos Científicos